terça-feira, 3 de junho de 2014

ADOLESCENTE FIEL

(Benildo Nery)


Acordo de mau humor
Não falo com mãe nem pai
Mando a casa do carai
Meu irmão perturbador
Corro pro computador
Sem a cama arrumar
Muito depois de escutar
A minha mãe me chamando
É que eu fico pensando
Em que posso lhe ajudar.

Tomo o café correndo
Com o que tiver na mesa
Saio e deixo acesa
A luz que de dia acendo
A pia cheia só vendo,
De louça para lavar
Mas eu volto a me deitar
No meu quarto sossegado
Levanto com outro chamado
Da minha mãe a gritar.

Pego a vassoura e então
Varro a casa pelo meio
Vejo todos móveis cheio
De pó, mas não ligo não
Ligo o som bem altão
Que é para desopilar
E depois que terminar
A faxina matinal
Posso sentar afinal
Para tentar descansar.

Do cozinhar estou fora
Disso não tenho vontade
Ou melhor, é que a verdade
Quando é chegada tal hora
Me ajeito vou lá fora
Curtir uma fofoquinha
Não olho pra vida minha
Pra dos outros vou em frente
Nisso somos excelente
Eu e a minha vizinha.

Meio dia já chegou
Tomo banho e me arrumo
Almoço e pego o rumo
Para a escola eu vou
Estudiosa eu não sou
Mas não perco um só dia
Sou um poço de simpatia
Na aula sou do agito
Falo alto e até grito
Euzinha aqui contagia!

Mas as tarefas não faço
Ler, calcular, responder...
Não quero compreender
Mando tudo pro espaço
Gosto mesmo é do abraço
Da turma, da zuação.
“Professor preste atenção!
Não queira se complicar
Eu passar ou não passar
Não é da sua conta não!”

Fico de porta em porta
Ligo alto o celular
Um e outro vou chamar
Odeio se alguém se importa
Não gosto de escola morta
Gosto de sentir calor
Enquanto não tem fervor
Eu não fico sossegada
Tenho uma turma formada
Que por mim tem muito amor.

Chega a hora de ir pra casa
Vou pegando o meu destino
Tchau menina e menino!
Saio igual a quem tem asa
Euzinha não se atrasa
Com nada quem quer que seja!
Não importa onde eu esteja
Vou pra casa sem demora
Me preparar para a hora
De ir para minha igreja.

Amo muito fazer isso
De todo meu coração
Sou uma fiel de ação
Alimento a alma disso
E honrando meu compromisso
Dessa prática faço jus
Ao que morreu lá na cruz
Ando léguas até a pé
Tão grande é a minha fé
No grande Mestre Jesus.

2 comentários:

  1. Sempre atento as postagens do blog poetas de montanhas e divulgando por onde passo e posso... bom demais!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe seu comentário criticando ou dando sugestões.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...